#coronavirus# #stop# CORONAVIRUS (SINTOMAS) Algumas pessoas com o novo coronavírus não apresentam sinais da doença. Mas elas podem transmitir o vírus.


CORONAVIRUS (SINTOMAS)

Algumas pessoas com o novo coronavírus não apresentam sinais da doença. Mas elas podem transmitir o vírus.

Testar quem não está doente sobrecarrega o sistema de saúde e não traz benefícios para o indivíduo, uma vez que não há recomendação de tratamento para episódios assintomáticos.Fora que o indivíduo que vai até o hospital ou a um laboratório para ser testado pode acabar contaminado por outros vírus circulantes — estamos no vivendo os primeiros casos de infecção por influenza, o causador da gripe, que matou pelo menos mil pessoas em 2019  a campanha de vacinação começa no dia 23 de marçomuitos casos do novo coronavírus são leves e, portanto, é provável que indivíduos sem sintomas circulem pelo país em dado momento. “Em epidemias de doenças virais respiratórias, a maioria das infecções nem chega ao nosso conhecimento. Se testarmos todo mundo, encontraremos muitos positivos, mas não necessariamente essas pessoas ficarão doentes”, destaca o médico. Outro ponto contra a realização do exame em indivíduos sem sintomas é a imprecisão. Ora, um eventual resultado negativo não descarta a infecção dias depois. “Trata-se de um resultado que só serve para aquele momento”, reforça Celso Granato, infectologista do Fleury Medicina e Saúde. Ou seja, as pessoas precisariam fazer testes rotineiramente para terem certeza de que não carregam o Sars-Cov-2. E isso não é viável.
No mais, o novo coronavírus pode permanecer incubado por até 14 dias, e ainda não se sabe a partir de quando ele passa a ser detectável no sangue.

É comum o novo coronavírus não causar sintomas?

Só estudos populacionais dirão com certeza. Mas infecções assintomáticas são comuns na medicina. No caso da dengue, para ilustrar, estudos apontam que uma porcentagem alta de moradores de algumas regiões do Brasil possui anticorpos contra o vírus, o que comprova que houve contato com ele. Porém poucos lembram de terem ficado doentes.
É possível que o mesmo ocorra com a Covid-19, nome da doença causada pelo novo coronavírus. As crianças e os adolescentes, por exemplo, parecem contrair o agente infeccioso e transmiti-lo, porém dificilmente ficam derrubados a ponto de serem internados. Já indivíduos mais velhos e com doenças crônicas são mais suscetíveis às complicações da enfermidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário